"Será no tempo e do jeito d'Ele!", diz Bispa Sonia

Nesta terça-feira (20), durante o Culto de Batalha Espiritual realizado no Renascer Hall – sede internacional da Igreja Renascer em Cristo –, a Bispa Sonia Hernandes trouxe uma palavra restauradora, com base no tema “Vitória Contra as Amarrações que te Impedem de Avançar”. Acompanhe, a seguir, o resumo da ministração:

 

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e pessoas no palco

 

João 12.9 a 11: “Soube numerosa multidão dos judeus que Jesus estava ali, e lá foram não só por causa dele, mas também para verem Lázaro, a quem ele ressuscitara dentre os mortos. Mas os principais sacerdotes resolveram matar também Lázaro; porque muitos dos judeus, por causa dele, voltavam crendo em Jesus.”

 

Lázaro era um homem íntegro e de bom coração, pois sempre hospedava Jesus e sua comitiva durante suas viagens a Jerusalém. Cristo o considerava um grande amigo.

 

Como as Escrituras Sagradas nos mostram, ele adoeceu e morreu.

 

João 11.1 a 26: “Estava enfermo Lázaro, de Betânia, da aldeia de Maria e de sua irmã Marta. Esta Maria, cujo irmão Lázaro estava enfermo, era a mesma que ungiu com bálsamo o Senhor e lhe enxugou os pés com os seus cabelos. Mandaram, pois, as irmãs de Lázaro dizer a Jesus: Senhor, está enfermo aquele a quem amas. Ao receber a notícia, disse Jesus: Esta enfermidade não é para morte, e sim para a glória de Deus, a fim de que o Filho de Deus seja por ela glorificado.

 

Ora, amava Jesus a Marta, e a sua irmã, e a Lázaro. Quando, pois, soube que Lázaro estava doente, ainda se demorou dois dias no lugar onde estava. Depois, disse aos seus discípulos: Vamos outra vez para a Judéia. Disseram-lhe os discípulos: Mestre, ainda agora os judeus procuravam apedrejar-te, e voltas para lá? Respondeu Jesus: Não são doze as horas do dia? Se alguém andar de dia, não tropeça, porque vê a luz deste mundo; mas, se andar de noite, tropeça, porque nele não há luz.

 

Isto dizia e depois lhes acrescentou: Nosso amigo Lázaro adormeceu, mas vou para despertá-lo. Disseram-lhe, pois, os discípulos: Senhor, se dorme, estará salvo. Jesus, porém, falara com respeito à morte de Lázaro; mas eles supunham que tivesse falado do repouso do sono. Então, Jesus lhes disse claramente: Lázaro morreu; e por vossa causa me alegro de que lá não estivesse, para que possais crer; mas vamos ter com ele.

 

Então, Tomé, chamado Dídimo, disse aos condiscípulos: Vamos também nós para morrermos com ele. Chegando Jesus, encontrou Lázaro já sepultado, havia quatro dias. Ora, Betânia estava cerca de quinze estádios perto de Jerusalém. Muitos dentre os judeus tinham vindo ter com Marta e Maria, para as consolar a respeito de seu irmão. Marta, quando soube que vinha Jesus, saiu ao seu encontro; Maria, porém, ficou sentada em casa.

 

Disse, pois, Marta a Jesus: Senhor, se estiveras aqui, não teria morrido meu irmão. Mas também sei que, mesmo agora, tudo quanto pedires a Deus, Deus to concederá. Declarou-lhe Jesus: Teu irmão há de ressurgir. Eu sei, replicou Marta, que ele há de ressurgir na ressurreição, no último dia. Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que morra, viverá; e todo o que vive e crê em mim não morrerá, eternamente. Crês isto?”

 

Como algo ruim pode contribuir para a glória de Deus? Você pode se perguntar isso todos os dias! Mas existe somente uma resposta: Os caminhos do Senhor são mais altos que os nossos!

 

Lázaro estava morto há quatro dias. Marta, ao ver Jesus, em vez de se alegrar, ficou indignada: “O Senhor poderia ter evitado esta grande dor, mas não evitou”.

 

Jesus não chegou a tempo de propósito? Jesus deixou Lázaro morrer de propósito? Jesus os deixou sofrer de propósito? Não... Mas com um propósito!

 

Romanos 8.28: “Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.”

 

Aquela morte era necessária para que um novo homem nascesse! Depois de sair daquela sepultura, Lázaro foi desatado e nunca mais foi o mesmo!

 

Você está aqui, porque o Senhor quer ter libertar de todas as amarras espirituais e emocionais que têm te impedido de avançar!

 

Hoje, eu vou citar algumas:

 

1- Vaidade

 

Marta estava aprisionada em suas vaidades, em sua arrogância, em sua necessidade de dar explicações. Em vez de se abrir para ser consolada, de buscar uma solução, ela tira satisfações com Jesus!

 

“Quando souberem o que aconteceu comigo...”. Muitas vezes, ficamos mais preocupados com a opinião dos outros, com o nosso orgulho, com o nosso ego, do que em viver uma verdadeira transformação!

 

Ficar revoltado e desesperado não resolve! Se Deus permitiu que você passasse por esta situação, tenha paz, porque tudo isso vai cooperar para o seu bem!

 

Mateus 6.10: “Seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu...”.

 

Será tudo no tempo e do jeito d’Ele, a sua parte é confiar! A sua parte é fazer desta oração a sua verdade!

 

2- Frustração

 

Maria, a outra irmã de Lázaro, veio com o mesmo discurso, mas em um tom de decepção, porque suas expectativas foram frustradas.

 

Mesmo com dor, ela humilhou-se na presença de Jesus e o adorou. Assim, ela encontrou consolo e solução.

 

João 11.32 e 33: “Quando Maria chegou ao lugar onde estava Jesus, ao vê-lo, lançou-se-lhe aos pés, dizendo: Senhor, se estiveras aqui, meu irmão não teria morrido.  Jesus, vendo-a chorar, e bem assim os judeus que a acompanhavam, agitou-se no espírito e comoveu-se.”

 

Muitas vezes, ficamos aprisionados em nossos erros, pois não nos sentimos merecedores das promessas e das bênçãos do Senhor.

 

Salmos 103.12: “Quanto dista o Oriente do Ocidente, assim afasta de nós as nossas transgressões.”

 

Nós vencemos a frustração quando nos abrimos para o cumprimento dos propósitos de Deus, independente do nosso passado!

 

Tiago 1.2 e 3: “Meus irmãos, tende por motivo de toda alegria o passardes por várias provações, sabendo que a provação da vossa fé, uma vez confirmada, produz perseverança.”

 

3- As opiniões contrárias

 

João 11.39 e 40: “Então, ordenou Jesus: Tirai a pedra. Disse-lhe Marta, irmã do morto: Senhor, já cheira mal, porque já é de quatro dias. Respondeu-lhe Jesus: Não te disse eu que, se creres, verás a glória de Deus?”

 

O que falam de você expõe somente o que há no coração de quem fala. A última palavra é a do Senhor!

 

Depois daquele milagre, Lázaro não era mais somente um amigo de Jesus, mas uma pregação viva!

 

Se você está vivendo o seu maior pesadelo, prepare-se para viver o seu maior sonho!

 

Persevere, porque a fé vence o mundo! Sua esperança no Senhor jamais será frustrada!

 

Confira, no vídeo abaixo, a ministração na íntegra:

 

 

 

Redação iGospel

Foto: Bruno Bros